Busca

Debora King

Categoria

Astrologia

Desmitificando a Vênus em Virgem

vv01

Antes que haja a fuga para o recreio, vamos conversar. Vênus em Virgem é perseguida pelos mitos horrendos que rezam a imagem de uma pessoa sem coração, inacessível, com a perseguida incendiando debaixo da cortina e das tias solteironas que perguntam dos namoradinhos. Agora onde entra a questão do professor? Exatamente onde se encerra o mito.

Continuar lendo “Desmitificando a Vênus em Virgem”

Anúncios

Saturno, Ka, Cronos, Karma,

     2013 foi ano regido por Saturno, o planeta que representa o deus do tempo, do karma, da vida e da morte, das obrigações, da maturidade, do trabalho. E foi um ano que, de fato, Saturno me atropelou furiosamente. Não só a mim, mas a todos os mortais… a influência dele atropelou muita gente, destruiu e reconstruiu muita coisa em muitas áreas. Mas a mim, ele fez reavaliar coisas, mudar posturas à base da força bruta daqueles anéis de pedra dele. 

     Então, depois de um janeiro pavoroso, decidi que ignoraria as mensagens de Saturno pra mim, baixaria a cabeça e trabalharia como um animal em prol da manutenção do meu coração de Pollyana mesmo com todos os problemas que me apareceram ao longo do caminho.
Não houve área da minha vida que não tenha sido afetada de forma extremamente negativa por Saturno neste período, e todos os problemas a serem resolvidos se mostraram para mim logo na arrancada do ano que passou. Pensei que não seria capaz, acho que foi isso o que mais me impulsionou a ignorar a presença do grande maléfico pendendo sobre a minha cabeça e tentando me aniquilar.
Vivi mês a mês contando os mirrados, remoendo os ódios que me apareciam no caminho, me sofrendo por punições que eu julgava terem sido suficientes e que nunca terminavam. Só a minha saúde não definhou, porque de resto não faltou mais nada pra se estragar. Não é ser negativa, isso é realismo saturnino.

     De setembro do ano passado para cá, as provas ruins foram se encerrando, uma a uma. Cada vitória, uma recompensa diferente. Prêmios por mérito da força dispendida em me manter de pé e que, inconscientemente, ocasionaram vitórias que eu nem sonhava. Novembro tive uma última prova só pra me lembrar que sim, o horror é real e que a precaução é necessária sempre, senão Cronos vem e derruba. E as vitórias foram sendo tantas que cheguei ao ponto de não me ver merecendo tanto… até que hoje, com essa Lua em Virgo, meu senso crítico me desenhou em minúcias o que realmente foi 2013.

     Agora, março de 2014, teoricamente um ano jupiteriano, eu recebi a última recompensa de Saturno pela minha disciplina ao longo de todo o horror que permeou meu 2013. Minha mãe acabou as radioterapias dela, os prognósticos médicos são mais positivos do que poderíamos esperar. Foi a primeira rasteira de Saturno pra mim no ano passado. E a mais esperada vitória que eu queria… chegou por último pra coroar tudo o que passei e venci.
Mal caibo em mim quando vejo o passado e o agora, em todas as áreas da vida que me interessam e que foram superadas. Estou comemorando as conquistas uma a uma. Mas não comemorando no sentido Jupiteriano do termo… no sentido Saturnino dele. Trabalhando melhor, me acautelando mais, segurando mais o dinheiro, planejando e executando de forma mais minuciosa, mantendo os meus segredos somente meus, preservando meu coração das exposições ao mundo, amando mais os meus.

     Às vésperas do meu Retorno de Saturno (9 meses e contando), estou temerosa e ansiosa. Torço que não seja dolorido como o que vivi em 2013 (muito embora saiba que, pela intimidade do que tratará o meu retorno pessoal, vai sim doer), mas desta vez estou mais previdente, prudente e observadora. Momento de separar o joio do trigo, de modelar minha armadura e organizar minhas provisões para a grande batalha. Tenho estudado o céu como louca e sei bem o que me aguarda. Mas e será que tenho coração para tanto?

     Que Saturno nos proteja pelos nossos merecimentos.

Acima ↑