Pela derradeira vez
Sepulto o emocional
Silencio o físico

Enterrei meu coração
Uma primavera atrás
Era primordial sufocar o afetivo

Com as portas que se fecham
Uma a uma
E uma esterilidade vil
O suicídio dos amores é vital

Ou se tem asas,
Ou a razão governa.

Existem seres que somente voam
Quando lhes são cortadas as asas…

Anúncios