Para quem não leu A margarida enlatada, de Caio Fernando Abreu, recomendo a linkada, mesmo a leitura da “minha” margarida independendo um pouco da leitura da margarida de Caio. Caio nunca é demais. Bem como nunca é demais esmiuçar incômodos emocionais tão latentes.

Eis a minha margarida: Link para o pseudo conto em pdf – Aqui

Anúncios