aquele gloss empolado
que já não me abrilhanta mais
aquele rímel já enrijecido
que já não me mascara mais
a falsa porcelana envelhecida
que já não me convence mais

todas as palavras encadeadas
que já não me convém mais
aqueles livros enfileirados
que já não me esperam mais
o velho canudo amarelecido
…já penso [tudo] em nunca mais

e aquele [falso] fervor partindo
a [velha] boa energia esvaindo-se
a [má] vontade retirando-se
eu, [nada] animadora, apartando-me

Anúncios