Busca

Debora King

Um sonho contado no Morphonautas

Me foi proposto escrever um sonho meu, novo ou velho.

Aceitei a proposta e eis o resultado:


Continuar lendo “Um sonho contado no Morphonautas”

O último diálogo

     Eu bem poderia estar falando dos encantos que percebi em ti, poderia escancarar meu peito em verso e poesia sobre o quanto o brilho dos teus olhos pintava de azul os meus dias. Continuar lendo “O último diálogo”

Pensamentos soltos acerca de uma casa 12

I wanna settle down

I wanna settle down

Won’t you settle down with me?

Settle down

(Kimbra) Continuar lendo “Pensamentos soltos acerca de uma casa 12”

Uma carta desarranjada

Te lanço estas palavras como quem lança um dardo, e que acerta pra matar, independente de este morrer ser teu ou meu. Eu te lanço essas palavras como quem se afoga dentro do próprio arder. Não falo em sentir, isto há muito não me pertence, eu falo em arder… aquilo que só o corpo sente e o coração nem sabe que existe. Continuar lendo “Uma carta desarranjada”

32

And it’s hard to write about being happy
Cause the older I get
I find that happiness is
an extremely unadventful subject…”

(Florence Welsh) Continuar lendo “32”

As estações e o ciclo do coração

     Depois de um inverno rigoroso, o sol sempre volta a brilhar. Continuar lendo “As estações e o ciclo do coração”

Se eu pudesse te dar um conselho…

Eu te diria: ABRAÇA!

Continuar lendo “Se eu pudesse te dar um conselho…”

E aos 29 com o Retorno de Saturno…

E aos 29 com o Retorno de Saturno

Decidi começar a viver…

(Renato Russo)

Continuar lendo “E aos 29 com o Retorno de Saturno…”

30 dias, 30 anos

     Em 30 dias, trintarei… e me questiono, onde foi posto este tempo todo? Continuar lendo “30 dias, 30 anos”

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: